GSP - High Tech Saws
Manufacturing serras e facas


video promo - lâminas de serra GSP Zborovice

GSP
WORLDWIDE

Discos de serra de HSS para corte

Consultoria de Ferramenta

Discos de serra HSS para corte de metais

As serras de corte são usadas para corte de materiais - para cortar tubos, cortar perfis e materiais sólidos, e para cortar aço, latão, bronze, aço inoxidável. Por isso as serras de corte distinguem-se das serras para fazer ranhuras, as quais são apropriadas só para “entalhes de profundidades pequenas“, por exemplo: produção de ranhuras, cortar chapas metálicas finas, etc. Os discos de serra HSS de corte são fabricados em aço de corte rápido de alta-liga contendo tungstênio, vanádio e molibdênio, com um por cento de cobalto (Dmo5) ou com cinco por cento (Emo5). As serras de corte HSS destacam-se pela dureza e são altamente resistentes à quebraduras e fatigas de material. Conseguimos a alta resistência contra desgaste (diminuição do coeficiente de fricção) graças ao revestimento dos discos com vários materiais, TiN, TiAlN, TiCN ou simplesmente a uma passivação, isto é, a oxidação da superfície por dióxido de carbono, no decorrer deste processo forma-se uma película muito fina com uma dureza de 900 HV.

Estas serras de corte são chamadas de discos de serra passivados ou de serras VAPO. O revestimento das serras de corte é importante principalmente durante altas temperaturas de operação. Na consultoria de ferramentas mencionamos o número recomendado de dentes e as formas de dentes para cortar vários materiais e várias dimensões: perfis de aluminio, perfis de aço e materiais sólidos, e os valores recomendados para cortes em geral. Sob encomenda fabricamos várias aberturas condutoras, ranhuras de fixação, aberturas de fixação e aberturas no eixo. As serras circulares HSS para fazer ranhuras, as serras HSS para talhar, as ranhuradoras e outras serras circulares podem ser fabricadas também em dimensões em polegadas. Todas as serras podem ser fabricadas com qualquer tipo de dentes, dentes grossos, dentes semi-grossos e dentes finos. No site citamos as dimensões básicas e frequentes das serras, mas além disso somos capazes de produzir outros designs de discos de serra onde os parâmetros podem ser diferentes, por exemplo: diâmetro do disco, abertura de fixação do disco, diâmetro de flange do disco, distância do dente e forma do dente. A forma B muitas vezes é entregue com separador de aparas, estes discos são chamados de discos dentados BS.

Apresentação de vídeo curto discos de serra de HSS para corte

Acabamentos de superfície

VAPO - passivação

Trata-se de um tratamento de superfície por oxidação CO2, quando as serras circulares terminadas permitem mais uma vez revenir no vapor aquecido a 550°C. No mesmo momento forma-se uma película fina com uma dureza de 900 HV. Graças ao alívio de tensão, as serras circulares obtêm maior flexibilidade, o que impede eventual ruptura. Os microporos que são criados na superficie, permitem uma melhor distribuição do líquido de resfriamento. Este revestimento de superfície é adequado para o uso geral. O corte de aluminio, cobre, latão e as suas ligas metálicas são as exceçőes.

GOLDSKIN - revestimento TiN

As serras circulares com revestimento de TIN (nitreto de titânio) obtêm uma microdureza de superficie muito alta, que facilita o corte de materiais com alta resistência mecânica. É apropriado para corte de aços de liga média e duros. A qualidade do revestimento facilita o aumento da velocidade periférica e da velocidade de avanço em até 50 % , o que reduz significamente os ciclos de trabalho.

BLACKSKIN - revestimento TiAlN

O revestimento é apropriado para o corte de materiais com grande resistência à tração, aço inoxidável e materiais resistentes ao desgaste e a abrasão, tais como ferro fundido e latão. A sua qualidade excelente é a resistência às temperaturas elevadas, por isso é adequado para o uso em cortes secos ou em cortes com refrigeração insuficiente. É também muito apropriado para altas velocidades periféricas.

SPEEDSKIN - revestimento TiCN

revestimento em PVD com coeficiente baixo de fricção contra o aço. Possibilita cortes muito puros e impede a criação de solda à frio mesmo em velocidades periféricas e avanços muito altos nos materiais, como aço muito duro, cobre e latão, durante a usinagem deles comumente ocorrem soldas à frio. Isso permite aumentar a velocidade periférica e a velocidade de avanço em até de 100 %, em comparação com os valores das serras circulares sem revestimento.

GRAYSKIN - revestimento CRN

O coeficiente de fricção muito baixo contra aço predetermina serras circulares com revestimento GRAYSKIN para o corte de materiais que têm uma forte tendência para aderir nas laterais da ferramenta. Trata-se principalmente de latão, bronze, cobre e ligas de aluminio. Outra vantagem é a possibilidade de colocar o revestimento em camadas mais espessas até uma espessura de 7μm.

Além dos revestimentos em PVD acima mencionados, oferecemos outros revestimentos especialmente desenvolvidos, tais como: TICN MP, AlTin, DLC, NACO e NACRO.

Estes botões irá apoiar e recomendar o nosso site para outros usuários da Internet. Obrigado.

Czech Republic
Hlavní 438, Zborovice, 768 32

Phone: +420 573 369 286

Email:

      Web Design Studio Taox é também o autor de sites